Menu

text4360

MAIS UMA VEZ! MAIS UMA VEZ SEM REAJUSTE!

MAIS UMA VEZ lamentavelmente o corpo de servidores do MPU/CNMP ficou sem o merecido e justo reajuste em seus vencimentos.

MAIS UMA VEZ todos nós, SINASEMPU e servidores, fomos ludibriados, verdadeiramente enganados.

MENTIRAS deslavadas de que haveria acordo, de que tudo estaria certo, e no fim, somem, fogem, todos, quando os procuramos para sabermos a verdade.

É ISSO QUE VERDADEIRAMENTE MERECEMOS?

Até quando? Até quando?

Prezados servidores do MPU/RJ. O SINASEMPU Seção Estado do Rio de Janeiro está no aguardo de definição do SINASEMPU nacional para anunciar ao MPU/RJ qual medida a ser sugerida aos servidores, sindicalizados ou não, a ser tomada a partir de 2015.

Lembramos que sindicato não manda. Sindicato sugere, procurando o convencimento.

Portanto, esperamos que se não todos, ao menos a grande maioria dos servidores do MPU/RJ adira ao que for proposto pelo SINASEMPU como forma de demonstração de nossa insatisfação, revolta e indignação.

O que vem ocorrendo é ultrajante e humilhante.

A você, servidor do MPU/RJ, somente há duas opções: se curvar diante da aberração que vem acontecendo ou  se manifestar, mostrando toda sua indignação e revolta.

Se você optar pela primeira opção, lamentamos muito. Se optar pela segunda, seja bem bem vindo.

O SINASEMPU/RJ dará todo apoio logístico, tanto à capital, quanto ao interior.

Estaremos de prontidão com o escritório jurídico contratado, BARENCO&GABRICH, no tocante às denúncias de retaliação e arbitrariedades que porventura chegarem ao conhecimento do SINASEMPU/RJ. Inclusive, se necessário for,  levaremos a imprensa até o local, vez que o escritório de advocacia tem bom relacionamento com o meio jornalístico. Se necessário for, até mesmo carro de som será alugado.

Temos que mostrar toda nossa indignação com tudo que vem ocorrendo. Indignação com o “auxílio moradia”, com a “acumulação de gabinetes” e com o recente aumento dos membros e magistrados que nada mais foi do que manobra dos parlamentares, arregados e de quatro ao Executivo Federal, para terem por efeito cascata reajuste de seus vencimentos.

DESLEALDADE! Verdadeiro ato de deslealdade foi o que o senhor Rodrigo Janot cometeu contra o corpo de servidores do MPU/CNMP ao não envidar todos os esforços possíveis e imagináveis e não empregar todas as armas e mecanismos legais de que dispõe para promoção TAMBÉM da defesa do reajuste dos servidores e não somente a defesa do reajuste dos membros.
Com isso, sacramenta-se de vez verdadeiro RACHA na instituição, entre as categorias que a compõem, ao não se conceder benefício comum, sem que exista a menor justa causa para tamanha discriminação.

A hierarquia não é objeto de mão única. É recíproca! Os servidores devem obediência ao chefe máximo do MPU, bem como é obrigação e dever do PGR defender, representar e zelar pela classe e todos os direitos dos servidores do MPU/CNMP, e não somente de seus pares.

O ato de deslealdade do PGR persistirá enquanto não se engajar verdadeiramente como uma das lideranças na luta pela reposição inflacionária dos servidores da instituição. É DEVER e não faculdade do PGR lutar pelos servidores do MPU/CMNP, na medida em que figura como chefe máximo do MPU (ARTIGO 25 DA LEI COMPLEMENTAR DA LEI 75/1993) e do CNMP (ARTIGO 130,-A, INCISO 1,CRFB/88)

E lembre-se. Há um velho ditado que diz: “nunca está tão ruim que não possa piorar

Relembre AQUI mensagem exibida no “Dia do Servidor”. Ela tem validade para os 365 dias do ano.

DIREÇÃO DO SINASEMPU SEÇÃO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Portal

  • Acessibilidade
  • Comando de Greve
  • Transparência
  • Contato

Serviços

  • Jurídico
  • Ouvidoria
  • Fórum de discusão
  • Intranet

Endereço

Rua México, 158, mezanino.
Cep. 20031-145
Rio de Janeiro-RJ

Expediente

De 12h às 19h pelo horário de Brasília
Nacional: 0800 717 7790
Fax: (61) 3039-6898